STOCK CAR

Retrospectiva 2023: 20 fatos que marcaram o esporte a motor brasileiro e mundial no ano

Chegamos ao derradeiro dia de 2023, um ano repleto de desafios e momentos memoráveis, marcado por uma mistura de emoções, tensões, torcidas intensas e muito mais.

Na Fórmula 1, presenciamos uma supremacia sem precedentes protagonizada por Max Verstappen e a equipe Red Bull. Na MotoGP, testemunhamos o estabelecimento da era italiana sobre as outrora dominantes japonesas, culminando na surpreendente saída de Marc Márquez da Honda. No Brasil, celebramos o árduo bicampeonato de Gabriel Casagrande na Stock Car.

Por essa razão, o Motorsport.com elaborou uma retrospectiva especial, destacando 20 eventos que deixaram sua marca no automobilismo em 2023: 10 na Fórmula 1 e 10 nas demais categorias.

Um capítulo histórico se desenhou em 2023, com a escrita sendo redefinida. Impulsionados pelo que provavelmente foi o carro mais dominante de todos os tempos, o RB19, Max Verstappen e a Red Bull conquistaram um lugar nos registros, vencendo 21 das 22 corridas, das quais 19 foram triunfos do piloto holandês. A conquista antecipada do título foi marcada por uma vantagem abismal sobre os concorrentes.

A McLaren protagonizou uma notável reviravolta ao longo do ano. Inicialmente relegada ao fim do grid, a equipe, com paciência e determinação, trilhou o caminho certo no desenvolvimento do carro, emergindo como a segunda força da Fórmula 1 em poucos meses, desafiando a Red Bull em várias corridas no final da temporada.

Aos 42 anos, Fernando Alonso surpreendeu ao conduzir a Aston Martin a seis pódios nas oito primeiras provas do ano, oferecendo uma das melhores temporadas de sua carreira, apesar das limitações impostas pelo desenvolvimento do carro.

O novato australiano Oscar Piastri, envolto em expectativas após uma disputa judicial entre McLaren e Alpine, superou as dificuldades iniciais para brilhar na segunda metade do ano, inclusive vencendo a corrida sprint no Catar.

A Alpine enfrentou uma crise, culminando em uma sexta posição no Mundial de 2023. Desde a explosiva crítica pública do CEO ao chefe de equipe até as demissões em massa e o déficit de potência do motor, a equipe encerrou o ano em um aparente clima tenso entre Ocon e Gasly, levantando dúvidas sobre seu futuro.

As tensões entre a FIA e a Liberty Media dominaram o cenário desde janeiro, com trocas públicas de farpas envolvendo temas como a entrada da Andretti, os limites de pista, os rumores de venda da F1 para um fundo saudita e, recentemente em dezembro, a investigação envolvendo Toto Wolff e Susie Wolff.

O ano não escapou de seus fiascos, desde os problemas com pneus no GP do Catar até o incidente do bueiro em Las Vegas, além das críticas públicas às corridas sprint. Em 2024, as sprints entrarão em seu quarto ano com o quarto formato diferente.

A revelação de que Bernie Ecclestone e Max Mosley tinham conhecimento da manipulação no GP de Singapura em 2008 levou Felipe Massa a iniciar um processo legal buscando reverter o resultado daquele campeonato.

Felipe Drugovich lutou até o fim, mas ficou de fora do grid de 2024 da F1. O brasileiro permanece como reserva da Aston Martin, determinado a não desistir de seu sonho.

No décimo aniversário do grave acidente de esqui de Michael Schumacher, o mundo do automobilismo relembrou o ícone, cuja condição atual permanece envolta em mistério.

Em sua estreia na Fórmula 3, Gabriel Bortoleto fez história ao liderar o campeonato de ponta a ponta, garantindo um título significativo. Agora, como piloto da Academia da McLaren, ele se prepara para estrear na F2 em 2024 com a Invicta Virtuosi.

A MotoGP viu o declínio das equipes japonesas, com Yamaha e Honda ocupando as últimas posições do grid, salvas apenas pelo desempenho excepcional de Fabio Quartararo e Marc Márquez.

O impensável aconteceu no começo de 2023, com a saída de Marc Márquez da Honda após 11 anos e 6 títulos. O hexacampeão enfrentará a temporada de 2024 em uma nova equipe, a Gresini, correndo pela Ducati.

Enquanto Honda e Yamaha enfrentavam crises, a Ducati dominava a MotoGP. A disputa interna entre Pecco Bagnaia e Jorge Martín, da Pramac, culminou na conquista do bicampeonato pelo italiano após uma temporada notável.

A introdução dos hipercarros no WEC tornou a categoria mais atrativa, com a Ferrari retornando às 24 Horas de Le Mans em 2023 e garantindo a vitória em seu primeiro ano, uma publicidade notável para o filme “Ford x Ferrari”.

A Stock Car proporcionou uma temporada emocionante, com Gabriel Casagrande conquistando seu segundo título em três anos, solidificando a parceria de sucesso com a equipe A.Mattheis Vogel.

Lucas Moraes brilhou no Dakar em sua estreia, lutando pelo pódio durante toda a competição. Agora, como piloto oficial da Toyota em 2024, ele está pronto para desafiar pelo título no maior rally do mundo.

O Brasil elevou seu perfil no cenário internacional, sediando não apenas a F1, mas também a Fórmula E no início de 2023 e se preparando para o retorno do WEC em julho de 2024.

A Porsche Cup Brasil viu o surgimento de campeões inéditos em 2023, com Nicolas Costa vencendo na Carrera Cup e Antonella Bassani, de apenas 17 anos, conquistando o título na Sprint Challenge em uma reviravolta emocionante.

Related posts

Vivacqua termina os 500 km da Porsche Cup no top 10 em Interlagos

admin

Vitórias, poles, pódios e mais: os números da Stock Car em 2023

admin

Texaco tem novo rumo na Stock e terá Felipe Baptista como piloto em 2024

admin

Leave a Comment